[Página da IACM]


Boletim da IACM de 24. Janeiro 2012

Ciência: fumar cannabis não prejudica a função pulmonar de acordo com estudo de longo prazo

A cannabis não prejudica a função pulmonar - pelo menos não nas doses inaladas pela maioria dos usuários, de acordo com o maior e mais longo estudo de sempre a considerar a questão, que foi publicado no Journal of the American Medical Association. Investigadores dos EUA realizaram um estudo longitudinal com recolha de medições repetidas da função pulmonar durante mais de 20 anos, entre 1985-2006 em 5115 homens e mulheres. "O uso baixo e ocasional de cannabis de forma acumulada não foi associada com efeitos adversos na função pulmonar," escrevem os autores no resumo. A exposição durante a vida a cigarros de cannabis foi expressa em charros-ano, com um charro-ano de exposição equivalente a fumar 365 charros (cigarros de maconha) ou cachimbos.

Os investigadores descobriram que, na verdade, as medidas de função pulmonar - volume expiratório forçado no primeiro segundo da expiração e capacidade vital forçada - melhoraram segundo os jovens relataram um aumento no uso de cannabis - pelo menos até 7 charros- ano ou 2555 charros. "Não há dúvida de que a marijuana provoca tosse", disse o Dr. Stefan Kertesz, da Universidade do Alabama em Birmingham, que trabalhou no novo estudo. Mas permaneceram duvidas sobre o efeito da droga a longo prazo no funcionamento do pulmão. Não é de surpreender que o uso do tabaco esteja associado com a diminuição da função pulmonar. Mas não parecia ser o caso em níveis moderados de consumo de cannabis, onde - na verdade, a tendência foi revertida. O volume pulmonar e as taxas de fluxo de ar aumentaram com cada charro-ano em usuários moderados. "É um aumento muito real (...) mas é tão pequeno que eu não acho que uma pessoa sinta um benefício em termos de sua respiração", disse Kertesz. Nos níveis mais altos de consumo de cannabis a função pulmonar parecia declinar novamente, mas os investigadores apontaram que não havia suficientes consumidores pesados de cannabis na população de estudo para ter certeza disso.

É improvável que a cannabis ponha os usuários em risco de doença pulmonar obstrutiva crônica, ou DPOC, como o o faz fumar tabaco, diz o Dr. Donald Tashkin, professor da Universidade da Califórnia em Los Angeles, que estuda desde décadas os efeitos da cannabis sobre os pulmões mas não estava envolvido no novo estudo. Quando se trata de função pulmonar diminuída, "Esta potencial complicação de fumar cannabis não parece ser um risco importante", disse à agência de imprensa Reuters. "Portanto, as pessoas que estão usando cannabis para fins medicinais ou recreativos, podem ter certeza de que não estão prejudicando seus pulmões"

Mais em:
Em Inglês
- Http://www.reuters.com/article/2012/01/11/us-pot-health-idUSTRE8092BC20120111
- Http://healthland.time.com/2012/01/10/study-smoking-marijuana-not-linked-with-lung-damage/#ixzz1jLnFDX5J
Em Espanhol
- Http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/spanish/news/fullstory_120727.html
- Http://www.jornada.unam.mx/ultimas/2012/01/11/111624097-consumo-ocasional-de-marihuana-no-afecta-los-pulmones-estudio
Em alemão
- Http://www.aerzteblatt.de/nachrichten/48717
- Http://www.welt.de/gesundheit/article13811166/Kiffen-ist-besser-fuer-die-Lunge-als-Rauchen.html

(Fonte: Pletcher MJ, Vittinghoff E, Kalhan R, Richman J, M Safford, Sidney S, Lin F, Kertesz S. Associação entre a exposição da maconha e da função pulmonar mais de 20 anos JAMA 2012; 307 (2) :173-81)

Ciência: O uso da cannabis não foi associada com comprometimento cognitivo em pessoas com mais de 50 anos de idade de acordo com um grande estudo epidemiológico

Os investigadores do Kings College, em Londres, Reino Unido, investigaram a associação entre uso de drogas ilícitas e funcionamento cognitivo durante a meia-idade adulta. Descobriram que "ao nível da população, não parece que o uso atual de drogas ilícitas esteja associado com o funcionamento cognitivo na meia-idade." Um total de 8.992 participantes que foram questionados aos 42 anos de idade nos anos 1999 e 2000 foram incluídos no estudo. Os autores analisaram dados de três testes de cognição, quando os participantes tinham 50 anos de idade nos anos 2008 e 2009.

A cannabis foi de longe a droga mais comum usada pelos participantes com seis por cento dizendo que tinha usado no ano passado, enquanto um quarto disse que nunca tinha usado. Globalmente, o estudo constatou que não havia evidência de que usuários de drogas atuais ou no passado tiveram pior desempenho mental. Na verdade, quando os usuários atuais e do passado foram analisados em conjunto, seus resultados nos testes tenderam a ser maiores. Mas essa vantagem era pequena, disseram os investigadores, e só poderia refletir outro achado - que as pessoas que nunca tinha usado drogas em geral tinham um nível de ensino superior do que os não usuários. "No entanto, os autores não podem excluir a possibilidade de que alguns indivíduos e grupos, tais como aqueles com uso mais pesado ou mais prolongado, possam ser prejudicados", escrevem em seu artigo para o American Journal of Epidemiology.

Mais em:
www.reuters.com/article/2012/01/04/us-drugs-idUSTRE8030AE20120104

(Fonte: Dregan A, Gulliford MC. Is Illicit Drug Use Harmful to Cognitive Functioning in the Midadult Years? A Cohort-based Investigation. Am J Epidemiol. 2011 Dec 21. [na imprensa])

Ciência: sinergia cannabis-ketamina em dor neuropática intratável em relato de caso.

Dois médicos do Instituto para a dor neuropática em Soest, Países Baixos, relatado de uma mulher de 56 anos que sofre de dor neuropática crônica grave devido a lesão do nervo do cúbito á direita. Durante sua vida teve diversas fraturas e cirurgias de seu braço direito. Desde 1996 sofre de dor na área de inervação do nervodo cúbito, que é principalmente a área do quarto e quinto dedo. A dor aumentou nos anos seguintes com uma intensidade de dor, de 7 em uma escala de classificação de 11 pontos numérica (NRS), com "0 = sem dor" e "10 = dor mais alto possível", apesar do uso de opiáceos e outros analgésicos.

Parou a medicação devido aos efeitos colaterais graves e começaram a usar cannabis oral (0,5 gramas por dia em cookies) resultando na redução da intensidade da dor 8-5 na escala de dor. A adição de creme de ketamina duas vezes por dia reduziu ainda mais a dor (escala de dor: 2-3). A ketamina é uma droga medicinal usada para anestesia geral e também para a redução da dor. Os autores concluíram: "A ketamina e a cannabis podem atuar sinergicamente, porque existe interacção entre eles, e ainda porque os canabinóides e os sistemas receptores opióides também têm interações sinérgicas".

(Fonte:Hesselink JM, Kopsky DJ. Intractable neuropathic pain due to ulnar nerve entrapment treated with cannabis and ketamine 10% J Clin Anesth. 2012 Jan 5. [na imprensa])

Notícias

Ciência: A cannabis aumenta a criatividade em pessoas com baixa criatividade
De acordo com investigações do University College London, Reino Unido, com 160 usuários de cannabis, que foram investigados um dia sob a influência da cannabis e um dia sem cannabis, este produz sintomas similares a psicose e fluência verbal, como formas de medição da criatividade. Os indivíduos foram divididos em quatro grupos de nível de criatividade. A cannabis aumentou os sintomas tipo psicose em pessoas com a criatividade maior e menor. Além disso, o consumo de cannabis aumentou a craitividade em pessoas com baixa criatividade. (Fonte: Schafer G, et al Cogn Consciente 07 de janeiro 2012 [na imprensa])

Ciência: THC neuroprotetor em modelo de doença de Parkinson
Investigadores da Universidade de Plymouth, Reino Unido, demonstraram um aumento do receptor CB1 em resposta direta a uma lesão neuronal em um modelo de doença de Parkinson en uma cultura de células, e um efeito protetor direto de THC sobre os nervos. (Fonte:Carroll CB, et al Neuropathol Neurobiol Appl 2012 11 de janeiro [na imprensa])

Ciência: Farmacocinética do Namisol (THC)
A empresa farmacêutica Eco Pharmaceuticals em Nijmegen, Holanda, investigou as propriedades farmacocinéticas da sua preparação de THC Namisol . Namisol é um novo comprimido contendo THC desenvolivido para melhorar a biodisponibilidade do THC. Por via oral Namisol atingiou uma concentração sangüínea máxima após 39-56 minutos. Os autores observaram que "a variabilidade e a hora do valor máximo das concentrações de THC plasma foram menores para Namisol do que o relatado em estudos usando dronabinol oral e nabilona." (Fonte:... Klumpers LE, et al Br J Clin Pharmacol 2011 28 de dezembro [na imprensa])

Ciência: Nabilone não reduzir a dor aguda experimental em estudo clínico
Investigadores da AstraZeneca farmacêutica investigaram os efeitos do canabinóide sintético nabilona na dor aguda, que foi induzida por uma substância química (capsaicina), em um estudo placebo-controlado cruzado com 30 indivíduos saudáveis. O canabinóide não teve efeito significativo sobre a dor aguda. (Fonte: KALLIOMÄKI J, et al Clin Exp Pharmacol Physiol 2012 10 de janeiro [na imprensa])

Ciência: endocanabinóides reduzem reações alérgicas na pele em experimentos com tecido
Investigadores da Universidade de Lübeck, Alemanha, investigaram os efeitos da estimulação de receptores CB1 nos chamados mastócitos na pele humana. Estas células são importantes para as reações alérgicas. Os investigadores descobriram que os mastócitos na pele normal são controlados pelo sistema endocanabinóide que limita a ativação excessiva de mastócitos. Os autores concluíram que "a estimulação CB1 é uma estratégia promissora para a futura gestão de alergia." (Fonte: Sugawara K, et al J Allergy Clin Immunol 2012 06 de janeiro [na imprensa])

[Voltar à visão geral]  [Página da IACM]


up

Conference 2015

The Cannabinoid Conference 2015, a joint meeting of the IACM and the European Workshop on Cannabinoids on 17-19 September 2015 in Sestri Levante, Italy.

Declaração

Declaração dos Direitos Humanos para  o Acesso Médico á Cannabis e Canabinoides

Indica

Nuevo artículo de Cannabinoids sobre Cannabis Indica por Jacob Erkelens y Arno Hazekamp.

Members only

Por favor, clique aqui para visitar a Area apenas para Membros, para ver os vídeos da conferência de 2013 ou para subscrever ás listas internas da IACM. Clique aqui para se tornar um membro.

IACM Conference 2013

7th Conference on Cannabinoids in Medicine



Photos
 
Videos online
Abstract book

IACM on Twitter

Follow us on twitter @IACM_Bulletin where you can send us inquiries and receive updates on research studies and news articles.