[Página da IACM]


Boletim da IACM de 02. Janeiro 2016

Colômbia: Presidente legaliza o uso de cannabis para fins medicinais

A 22 de dezembro, o presidente Juan Manuel Santos assinou um decreto-lei que legaliza o uso medicinal da cannabis, uma decisão que afirma não enfraquecer a luta do governo contra o cultivo ilícito e o tráfico de drogas. "Permitir o uso de cannabis não vai contra os nossos compromissos internacionais de controlo de drogas ou contra a nossa política de combate ao tráfico de drogas", disse Juan Manuel Santos aos jornalistas, após a assinatura do decreto-lei.

O cultivo, distribuição e venda de cannabis continuam a ser ilegais. A lei atual permite a posse de até 20 gramas de cannabis ou 20 plantas de cannabis para uso pessoal. O governo disse que algumas empresas, incluindo estrangeiras, estão interessados em produzir e vender cannabis. Não há planos para legalizar totalmente a cannabis para uso recreativo ou venda comercial.

Reuters de 22 de dezembro de 2015

Dinamarca: Parlamento considera permitir o uso medicinal da cannabis

A 11 de dezembro, o Parlamento começou a debater uma proposta de lei para legalizar o uso medicinal da cannabis, apresentada pelo partido Alternativet. A ministra da Saúde, Sophie Løhde, manifestou-se contra o projeto de lei, mas uma série de outros partidos apoiaram o Alternativet e poderão forçar a aprovação por uma pequena maioria parlamentar. Dansk Folkeparti, Liberal Alliance, Socialistisk Folkeparti e Radikale manifestaram todos o seu apoio à proposta do Alternativet. Juntos, representam 88 votos no Parlamento, que é precisamente o número necessário para aprovar uma lei.

Nas suas observações à proposta de lei apresentada no Parlamento, o Alternativet destaca a crescente evidência da eficácia da cannabis medicinal. "Mesmo que a cannabis medicinal seja proibida na Dinamarca, quase um em cada 14 dinamarqueses já usou ou conhece alguém que usa esta forma de tratamento. Muitos deles dizem que este tipo de tratamento é bem-sucedido e essas histórias apoiam mais e mais investigação, que mostra que a cannabis utilizada para fins medicinais pode aliviar a dor em muitos transtornos e doenças", afirmou.

The Copenhagen Post de 11 de dezembro de 2015

Notícias

Ciência/Alemanha: Amplo estudo sobre o extrato de cannabis na síndrome de Tourette recebe luz verde
Um estudo, controlado por placebo, com o extrato de cannabis Sativex em 96 pacientes que sofrem de transtornos de tiques ou síndrome de Tourette recebeu o apoio financeiro da DFG (Deutsche Forschungsgemeinschaft) no valor de 1,4 milhões de EURos, disse a investigadora principal, Dr. Kirsten Müller-Vahl, professora de neurologia e psiquiatria na Faculdade de Medicina de Hannover. Sete centros vão participar no estudo (Hannover, Luebeck, Aachen, Munique, Ulm, Freiburg e Colónia). Metade dos pacientes receberá até 12 pulverizações de Sativex (uma pulverização contém 2,7 mg de THC e 2,5 mg de CBD) durante nove semanas depois de terminar uma fase de determinação da dose e a outra metade receberá um placebo. Na sua totalidade, o estudo demorará cerca de três anos e a Dr. Müller-Vahl, que também é a vice-presidente da IACM, espera começar no segundo semestre de 2016.

EUA: Uso de cannabis por adolescentes manteve-se estável em 2015
O declínio de décadas na quantidade de adolescentes que bebem e fumam manteve-se em 2015 nos EUA, enquanto o consumo de cannabis continua a manter-se estável como nos cinco anos anteriores, de acordo com os resultados de um estudo divulgado no dia 16 de dezembro. "Após ter subido durante vários anos, a prevalência anual da cannabis ficou mais ou menos nivelada desde cerca de 2010", disse o relatório.
Reuters de 16 de dezembro de 2015

EUA: A DEA facilita a investigação sobre os benefícios do CBD
A autoridade de drogas do Ministério da Justiça norte-americano (DEA, Drug Enforcement Administration) reduziu algumas das restrições à pesquisa que avalia o CBD (canabidiol). As alterações vão aliviar algumas exigências impostas pela lei em relação à posse de CBD para investigação clínica aprovado pela agência para os medicamentos (Food and Drug Administration).
Reuters de 23 de dezembro de 2015

Ciência/Animais: Tratamento crónico com THC reduz o consumo de energia e peso corporal em ratos obesos
Num estudo, os ratinhos que receberam uma dieta rica em gordura foram tratados com THC durante 3 semanas. O THC reduziu o ganho de peso e o consumo de massa gorda nos ratos obesos mas não nos ratos magros. Os autores escreveram que as "mudanças na microbiota intestinal contribuíram potencialmente para ações crónicas induzidas pelo THC sobre o peso corporal na obesidade."
Instituto Hotchkiss Brain and Snyder Instituto de Doenças Crônicas, da Universidade de Calgary, no Canadá.
Cluny NL, et al. PLoS One 2015;10(12):e0144270.

Ciência/Humanos: Consumo de cannabis associado a um início mais precoce da esquizofrenia
Num estudo com 1119 pacientes com esquizofrenia, o uso de cannabis foi associada a uma idade de início da doença significativamente mais precoce, de cerca de 3 anos.
Divisão de Psiquiatria, Hospital Universitário Haukeland, Bergen, Noruega.
Helle S, et al. Schizophr Res. 9 dez 2015. [na imprensa]

Ciência/Humanos: Pessoas que já tiveram um episódio de psicose não reagem à cannabis da mesma forma que os indivíduos saudáveis
Em 252 pacientes com um primeiro episódio de psicose as experiências após o uso de cannabis foram mais comumente relatadas como “más” ou como “desagradáveis” do que em 217 indivíduos saudáveis. Os autores escreveram que "estes resultados sugerem uma maior sensibilidade aos efeitos de cannabis entre as pessoas que sofreram um primeiro episódio psicótico".
Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociências, do Kings College London, UK.
Institute of Psychiatry, Psychology and Neuroscience, King's College London, UK.
Bianconi F, et al. Psychol Med. 2015 Dez 16:1-9. [na imprensa]

Ciência/Humanos: Endocanabinóides no leite humano
12 endocanabinóides e compostos relacionados foram detetados no leite humano, com os níveis mais elevados encontrados para o 2-AG (2-araquidonoilglicerol) e 17 (R) ácido -hydroxydocosahexaenoico, respetivamente. Após o armazenamento, as concentrações diminuíram rapidamente, dependendo da temperatura.
Departamento de Química da Universidade de Umeå, Suécia.
Wu J, et al. Prostaglandins Other Lipid Mediat. 2 dez 2015. [na imprensa]

Relembrando o passado

Um ano atrás

Dois anos atrás

[Voltar à visão geral]  [Página da IACM]


up

Conferências

The Cannabinoid Conference 2017 of the IACM, 29-30 September 2017, Cologne, Alemanha.

IACM on Twitter

Follow us on twitter @IACM_Bulletin where you can send us inquiries and receive updates on research studies and news articles.